Londres recebe amostra do legado de Charles Darwin

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de setembro de 2002 as 00:30, por: cdb

O britânico Charles Darwin, autor de A Origem das Espécies, terá uma amostra de seu legado exibida pelo Museu de História Natural, em Londres.

Milhões de criaturas coletadas ao redor do mundo que ajudaram a explicar a origem dos seres vivos – várias delas por Darwin em pessoa – serão mostradas ao público a partir de outubro.

A maior parte das espécies estava guardada em armários cheios de poeira. Sua recuperação foi possível graças ao recém-criado Darwin Centre, que teve um investimento de 95 milhões de libras (R$ 560 milhões).

As estrelas da exibição incluem animais coletados por Darwin em sua viagem no barco Beagle, no século XIX, e alguns dos seres vivos coletados pela expedição Endeavour, do capitão Cook.

Jarras e tanques

Ao todo, são cerca de 22 milhões de espécies, que serão estocadas em jarras e tanques.

“Estamos comemorando o fato de que, com as técnicas de hoje e as novas instalações do museu, podemos guardar as espécies muito melhor”, afirma Phil Rainbow, o curador de zoologia do local.

Até 2007, a exposição contará com mais 28 milhões de espécies que ainda precisam ser recuperadas.

Para a bióloga Sandy Knapp, Charles Darwin ficaria encantado com a exposição.

“A ciência de Darwin era baseada em evidência, em análise e comparação de espécies. Estamos dando ao público a oportunidade de ver isso”, explica.

O novo centro dedicado a Charles Darwin funcionará permanentemente no Museu de História Natural.