Londres assiste a mais uma vergonha brasileira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de novembro de 2003 as 22:48, por: cdb

Desde o começo da noite deste domingo, a BBC de Londres mostra as imagens dos presos capturados em São Paulo. A imagem mostrada é do momento em que muitos dos fugitivos, todos sujos de barro, são obrigados a deitar no chão sob a mira de revólveres e fuzis da PM paulista.


A última notícia divulgada aqui, dessa maneira, tinha sido, da mesma forma, a fuga dos presos de uma penitenciária em Belém. Ou seja, a imagem do Brasil, no que se refere à segurança vai de mal a pior.


Aqui, quando o assunto é segurança, todos lembram e relembram “City of God“.


As matérias exibidas no jornal, que é reprisado de 15 em 15 minutos durante a madrugada, têm nas imagens vindas do Brasil a sua âncora de desgraça, assim como as de outros “terceiros mundos”.


Neste domingo uma inglesa comentava que não quer ir para o Brasil porque tem medo de ser assaltada. Uma amiga dela, que foi para o Rio de Janeiro passar o Carnaval do ano passado, teve o primo e o irmão esfaqueados durante uma confusão em uma das noites cariocas.


O Ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, a pedido de Geraldo Alckmim, tem pretensões de colocar em prática uma força tarefa envolvendo os Estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. A questão é que a competência dos responsáveis pela Segurança Pública de cada Estado deveria ser revista. Para falar só de São Paulo, não é de hoje que Nagashi Furokawa mostra sua incompetência diante do crime organizado paulista.

 

A sua habilidade para lidar com o problema chega ao extremo de ser ameaçado de morte várias vezes.


Saulo de Castro Abreu Filho, Secretário de Segurança Publica desde que Alckmim se reelegeu, deixa muito a desejar aos que tinham uma boa expectativa, levando em conta o excelente trabalho que realizou na Febem. Hoje se mostra inábil até mesmo na escolha  do Comandante Geral da PM, figura principal da polícia ostensiva.


Não da para comparar em qual Estado a situação é pior. Há cerca de dois anos, havia uma delinqüência generalizada em São Paulo. Assaltos em faróis, seqüestros aumentando na proporção de 400% ao ano, assaltos a bancos e a cargas de caminhão. Agora há uma notória organização dos bandidos, prova disso foi a grande rebelião de 2001, com presos rebelados em todos os grandes presídios do Estado e os recentes 37 ataques à delegacias da capital desde o ultimo dia 02. No Rio de Janeiro, então, não é preciso nem descrever, basta citar o depoimento de pessoas que não desejam ir para lá com medo dos assaltos.


Assim tudo caminha para que a imagem do Brasil, além de mulheres nuas, samba e sexo fácil, sejam crianças armadas fazendo chacina (“Cidade de Deus”) e presos cheios de lama com fuzis apontados para suas cabeças. Isso tudo graças aos nossos cineastas, que insistem em exportar as imagens do que temos de pior e aos nossos Secretários, Governadores e Comandantes de PM, que exibem uma incompetência inapta.  Aliás, isso tudo até ajudará “Carandiru”, a próxima “pérola” do cinema brasileiro a ser um campeão de bilheteria.