Líderes religiosos são acusados de inspirar ataques suicidas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de setembro de 2003 as 00:10, por: cdb

Dois importantes líderes religiosos de uma mesquita marroquina foram acusados na última terça-feira de terem inspirado os ataques suicidas ocorridos em Casablanca em maio, quando 45 pessoas morreram, entre elas 12 suicidas.

Hassan Al Kettani, de uma importante família de religiosos, e Abdelwahab Rafiki, também conhecido como Abu Hafs, usavam roupas brancas e turbantes na primeira aparição no tribunal desde que foram acusados em julho.

O caso conta com declarações de mais de 80 homens condenados no mês passado por envolvimento direto no planejamento dos ataques em Casablanca.

O promotor público disse ao tribunal que 16 dos condenados contaram aos investigadores que foram ‘influenciados pelas pregações’ de Kettani, Rafiki e de um terceiro acusado, Hicham Saber.
Saber substituiu Kettani na mesquita em Sale, perto de Rabat, depois que Kattani foi proibido de pregar no local.