Líder sérvio se entrega em Haia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de fevereiro de 2003 as 19:48, por: cdb

O líder ultranacionalista sérvio Vojislav Seselj entregou-se ao tribunal internacional de crimes de guerra de Haia, Holanda, pelo qual é acusado de ser responsável pelas atrocidades cometidas pelos soldados sob seu comando em guerras na Bósnia e na Croácia. Seselj, um estreito aliado do ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic, que é processado pelo mesmo tribunal, viajou a Amsterdã, onde foi detido por policiais em trajes civis. O tribunal confirmou, posteriormente, que Seselj foi levado a um centro de detenção da ONU na periferia de Haia. A porta-voz do tribunal, Florence Hartmann, qualificou a decisão de Seselj de entregar-se como “um bom exemplo” e sugeriu a outros suspeitos que façam o mesmo.