Líder do PT admite dificuldades para aprovar reforma tributária

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 as 12:10, por: cdb

O líder do PT, Maurício Rands (PE), admitiu nesta sexta-feira a possibilidade de “fatiar” a reforma tributária que ainda nem foi enviada ao Congresso Nacional pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele reconhece dificuldades nas negociações com os governadores e defende a “reforma possível”.

A proposta será apresentada aos líderes da base na próxima quinta-feira em reunião no Palácio do Planalto e enviada à Câmara dos Deputados na última semana do mês. O foco é a unificação dos impostos sobre consumo por meio de um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) federal e outro IVA estadual.

Para tentar minar a resistência dos governadores, a proposta que será encaminhada pelo Palácio do Planalto irá propor um modelo de transição com a unificação das legislações do ICMS e a mudança paulatina da cobrança totalmente para o destino.

Apesar disso, o líder admite a necessidade de fatiar a reforma.

– Não podemos dizer que vamos conseguir fazer uma reforma espetacular, mas precisamos fazer a reforma possível. Se não puder fazer tudo vamos fazer uma parte que já resolve, afirmou.

O líder petista defende que se vote primeiro os projetos de lei complementar e ordinária para somente depois enfrentar as alterações na Constituição, que exigem votos de 2/3 dos parlamentares das duas Casas.