Líder do PFL avisa que partido não vai votar reforma nesta terça

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 4 de agosto de 2003 as 17:02, por: cdb

O líder do PFL na Câmara, deputado José Carlos Aleluia (BA), disse que seu partido não aceita votar, nesta terça-feira, a proposta de reforma da Previdência, como está planejando o governo. Ele admitiu que aceita discutir a emenda nesta terça, mas não votá-la.

— Se quiser votar amanhã, o governo mostra que está envergonhado. Quer votar de surpresa para não permitir que a sociedade perceba a mudança de posição do PT, que sempre disse que não precisava de reformas, e de seus aliados — afirmou.

Aleluia adiantou que o PFL vai usar o regimento para garantir transparência nas votações, para que o eleitor saiba como votou seu deputado. Adiantou também que serão usadas manobras de obstrução, dependendo do procedimento que o governo adotar.

Segundo ele, poderá haver acordo sobre procedimentos, se for permitida a entrada de manifestantes nas galerias do plenário e os deputados puderem discutir a proposta no plenário o tempo que quiserem. Aleluia informou, também, que a executiva do partido vai reunir-se nesta terça para fechar a estratégia do partido em relação à votação da reforma da Previdência.