Lava Jato: mais um delator cita Eduardo Cunha na operação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 23 de setembro de 2015 as 13:31, por: cdb

Por Redação, com agências – de Brasília:

O ex-gerente da Área Internacional da Petrobras Eduardo Vaz da Costa Musa, réu da Lava Jato fechou delação premiada junto ao Ministério Público Federal (MPF), ele disse que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), tem ligação com o esquema de corrupção na estatal.

Segundo trecho da delação: “João Augusto Henriques disse ao declarante que conseguiu emplacar Jorge Luiz Zelada para diretor internacional da Petrobras com o apoio do PMDB de Minas Gerais, mas quem dava palavra final era o deputado Eduardo Cunha do PMDB/RJ.

Eduardo Cunha (PMDB-RJ)
Eduardo Cunha (PMDB-RJ)

Cunha disse que não conhece o delator. Segundo o advogado responsável pela defesa do deputado, Antonio Fernando de Souza, afirmou que só irá se manifestar sobre a acusação após tomar conhecimento da delação premiada. O parlamentar ainda não se pronunciou sobre as declarações do delator.

No dia 10 de setembro, a delação do ex-gerente da Área Internacional da Petrobras foi homologada pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações penais da Operação Lava Jato em primeira instância. Os termos da colaboração foram anexados ao sistema judiciário na terça-feira.

De acordo com o Ministério Público Federal, Musa se comprometeu na delação premiada a depositar em conta judicial R$ 4,5 milhões, além do repatriamento de US$ 3,2 milhões.