Laura Chichilla se torna 1ª presidente mulher da Costa Rica

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010 as 10:51, por: cdb

A candidata governista Laura Chichilla venceu as eleições de domingo e se tornará a primeira mulher a governar a Costa Rica, segundo dados do Tribunal Supremo de Eleições (TSE).
Com 64,7 por cento das urnas apuradas, ela soma 46,8% dos votos. Para evitar o segundo turno, ela precisa de 40 por cento dos votos válidos.

– Este é um momento de alegria e humildade… o povo me deu sua confiança e não trairei tal confiança – disse a candidata de 50 anos a centenas de seguidores, após uma jornada eleitoral sem contratempos no país.

O centro-esquerdista Ottón Solís, que aparecia com 24,9% dos votos, aceitou a segunda colocação e prometeu colaborar com a nova presidente.

O direitista Otto Guevara, com 21,1% dos votos, também admitiu a derrota e disse que “nos próximos dias” irá conversar com Chichilla.

A vencedora foi vice do presidente e ganhador do Nobel da Paz, Oscar Arias, mas renunciou para disputar a eleição, numa campanha em que se beneficiou do bom desempenho do país diante da crise financeira global.

A candidatura dela atraiu tanto o voto feminino quanto o masculino. No domingo, partidários dela exibiam camisetas verdes e brancas com a palavra “Laura”, e na sede da campanha bandeiras eram agitadas efusivamente.

– A desigualdade mudará com ela – disse a eleitora Gretel Bonilla, mãe de três filhas.

Chichilla promete dar continuidade às políticas de Arias para impulsionar acordos de livre-comércio e atrair investimentos estrangeiros ao país centro-americano, conhecido por sua estabilidade institucional.