Lançamento do EcoSport deve consolidar nova fase da Ford no Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 22 de fevereiro de 2003 as 12:14, por: cdb

O ano de 2003 vem para consolidar uma nova fase da história da Ford no Brasil. Isso é o que afirmou o presidente da empresa no país, Antonio Maciel Neto, durante o lançamento do EcoSport, utilitário esportivo que deverá chegar às concessionárias brasileiras entre o final de março e o início de abril.

“O EcoSport consolida uma fase de grandes investimentos no Brasil. (…) É o rejuvenescimento da nossa marca”, disse durante a entrevista coletiva que aconteceu em Manaus, no Amazonas.

Segundo Maciel Neto, o lançamento do EcoSport, juntamente com a
ampliação da rede de distribuição e das campanhas de marketing ,
contribuem para o fortalecimento e a renovação da Ford no país.

Já na visão de Richard Canny, presidente da empresa na América do Sul, o EcoSport também deverá aumentar em cerca de um ou dois pontos percentuais a participação de mercado da empresa no país, que atualmente está ao redor de 12%.

Segundo os executivos da montadora, uma das grandes vantagens do
EcoSport é não ter concorrentes diretos do segmento de SUVs fabricados no Brasil.

“O EcoSport chega com preço bastante competitivo ao mercado (…)
Além disso ele é um produto desenhado para o público brasileiro de acordo com as necessidades do País”, afirma Maciel Neto.

A previsão é que o EcoSport chegue às concessionárias entre o final de março e começo de abril. O modelo será fabricado exclusivamente na
fábrica da Ford em Camaçari, na Bahia, e deverá ter estoque inicial de 3 mil unidades. Em 2003 entre 25 mil e 30 mil veículos deverão ser
produzidos.

Os mercados previstos para exportação logo no primeiro semestre são
Argentina – que receberá o carro na versão diesel – e Chile. A partir de julho o EcoSport deverá chegar também à Venezuela, Colômbia e Equador, conforme indicou o presidente da Ford para a América do Sul.

O México também deverá ser alvo da montadora, mas Estados Unidos e
Canadá ainda terão que esperar um pouco mais.

“Ainda estamos estudando exportar para estes países, mas ainda não há nada definido”, disse Maciel.

Estarão disponíveis inicialmente modelos com motores 1.0 Supercharger e o 1.6 e 2.0 16V, todos com tração 4×2. Os modelos 4×4 devem ser lançados apenas no final de 2003.