Kuwaitianos enviam mensagem de apoio ao povo iraquiano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de abril de 2003 as 16:38, por: cdb

Cerca de 2.000 kuwaitianos manifestaram-se nesta quinta-feira com o objetivo de enviar uma mensagem a seus colegas árabes, críticos do governo do Kuwait por ter permitido que os Estados Unidos e a Grã-Bretanha lançassem uma guerra contra o Iraque a partir de seu território. Na opinião dos manifestantes, os iraquianos mais tarde agradecerão ao Kuwait, por ajudar a libertá-los.

“Nós do Kuwait estamos libertando o Iraque daquele regime corrupto”, gritou Abdul-Rahman al-Humaidan, líder da Ordem dos Advogados. “Se essa libertação pede sacrifício, estamos prontos. Se vierem mísseis em retaliação, também estamos preparados”, prosseguiu.

O grupo de kuwaitianos – uma multidão, para os padrões locais – respondeu com aplausos. Os kuwaitianos raramente saem às ruas para manifestar opinião e os protestos precisam de autorização prévia por parte das autoridades locais.

“Somos todos a favor do povo e queremos que se vá esse regime com o qual também sofremos”, disse Sulafa al-Mehareb, um servidor de 28 anos. Segundo ele, o presidente do Iraque, Saddam Hussein, é “covarde e doente”. E questiona: “Por que todos os árabes estão contra nós?”

Por todo o mundo árabe, centenas de milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra a guerra liderada pelos Estados Unidos contra o Iraque. Na região, muitas pessoas vêem a invasão norte-americana como um ataque ao Islã e aos árabes, e não somente contra Saddam Hussein.