Kuwait diz que só um “milagre” impedirá guerra contra o Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de fevereiro de 2003 as 08:26, por: cdb

O ministro das Relações Exteriores do Kuwait, xeque Sabah al Ahmad al Sabah, disse que “é preciso um milagre” para se evitar uma guerra contra o Iraque, acusado pelos EUA de esconder armas de destruição em massa.

“O trem da guerra já saiu da estação e para pará-lo é preciso um milagre”, disse o ministro kuwaitiano em uma entrevista publicada hoje, segunda-feira, pelo jornal egípcio “Al Ahram”.

Sabah também afirmou que seu país, que tem em seu território milhares de tropas americanas preparadas para atacar o Iraque, adotou “todas as medidas necessárias” para enfrentar um possível ataque iraquiano em caso de guerra.

“O milagre seria que o regime iraquiano cumprisse com clareza e franqueza as resoluções do Conselho de Segurança da ONU sobre o desarmamento”, disse o xeque Sabah.

Tanto ele quanto o ministro kuwaitiano da Defesa, xeque Yaber Mubarak al Sabah, entrevistado pelo jornal árabe internacional “Al Hayat”, frisaram, no entanto, que o Kuwait “não participará de uma guerra contra o Iraque”.

“O papel das tropas kuwaitianas e do restante dos países (árabes) do Golfo se limitará a defender o Kuwait”, disse o xeque Yaber.

Os sócios do Kuwait no Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) – Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Oman e Catar – prometeram enviar tropas ao emirado para defendê-lo de um possível ataque iraquiano.