Kissinger: “Se não houver guerra, EUA vão perder credibilidade”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de fevereiro de 2003 as 18:05, por: cdb

Se Washington retirar suas forças do Golfo sem ação e se a crise com o Iraque acabar sem que o presidente Saddam Hussein abandone o governo de Bagdá, a credibilidade internacional dos Estados Unidos poderá ser afetada, afirma o ex-secretário de Estado norte-americano Henry Kissinger em artigo publicado hoje no jornal “Washington Post”.

Sem uma mudança de governo em Bagdá e se os Estados Unidos repatriarem sem agir seus 200 mil militares na região, “a credibilidade do poderio norte-americano em seu combate ao terrorismo e nas questões internacionais será gravemente comprometida”, escreveu Kissinger.

Se o governo de Hussein continuar, “o processo na ONU terá produzido um desastre” acrescentou o republicano, que foi secretário de Estado no governo de Richard Nixon.

As sanções serão suspensas e o Iraque, graças ao seu petróleo, se transformará no país mais rico da região e poderá produzir mais armas de destruição em massa, afirmou.