Kirchner vence jornada eleitoral na Argentina

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 15 de setembro de 2003 as 00:17, por: cdb

O Partido Justicialista do presidente Nestor Kirchner, que completa três meses no poder, foi o grande vencedor da jornada eleitoral no último domingo realizada em cinco distritos argentinos, incluindo os dois mais importantes do país.
 
O partido saiu vitorioso em três dos cinco distritos e Felipe Solá e Aníbal Ibarra foram reeleitos.
 
– O caminho a ser perseguido é um projeto nacional, popular e progressista, que nos dá a possibilidade de conduzirmos forças transversais, sem sectarismos. O que nos permite de uma vez por todas governar e administrar, correspondendo às expectativas de todos – disse Kirchner, numa de suas primeiras declarações após as eleições.

Na província de Buenos Aires, Solá ampliou seu mandato com uma ampla vitória, segundo os números divulgados pela Comissão Eleitoral, que lhe dá 45% dos votos. Os números apontaram para um resultado surpreendente, com a radical Margarita Stolbizer em segundo lugar, com 16% dos sufrágios, seguida por Luis Patti e Aldo Rico.

Já na disputa pela prefeitura da capital Argentina, Ibarra, o candidato centro-esquerdista de Kirchner, foi reeleito com 53% dos votos, contra os 46% do empresário neoliberal Mauricio Macri, que havia admitido sua derrota antes que os primeiros dados oficias fossem divulgados.
 
Ibarra, de 45 anos, disse que recebeu felicitações do presidente brasileiro Luis Inácio Lula da Silva, e sublinhou que seguirá trabalhando junto a Kirchner, pois ‘desenhamos o mesmo horizonte político para a capital federal e para toda a Argentina’.