Kirchner tem vantagem sobre Menem nas pesquisas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 16 de março de 2003 as 15:07, por: cdb

O candidato à Presidência da Argentina apoiado pelo atual Governo, Néstor Kirchner, abriu uma vantagem de 3,8 pontos percentuais sobre o ex-governante Carlos Menem, segundo pesquisa cujos resultados foram divulgados neste domingo.

A um mês e onze dias do primeiro turno das eleições, nenhum candidato chega a ter 20% de intenções de votos, o que torna a realização de um segundo turno praticamente inevitável.

Ao todo, 18,6% dos 1.100 entrevistados pelo Ibope em toda a Argentina para o jornal Página/12 disseram que votarão em Kirchner no dia 27 de abril.

As intenções de voto no candidato do presidente Eduardo Duhalde subiram um ponto percentual na comparação com pesquisa similar realizada em fevereiro.

Em segundo lugar está o ex-presidente Carlos Menem (1989-1999), com um 14,8% das intenções de voto, 0,2 ponto a menos do que no mês passado.

O terceiro colocado é o também ex-presidente Adolfo Rodríguez Saá, peronista como Kirchner e Menem, com 14,2%, a mesma percentagem de um mês atrás.

O quarto lugar é ocupado pela deputada Elisa Carrió, que lidera um partido de centro-esquerda, com 13,7%, 2,5 pontos a mais do que na pesquisa anterior do Ibope.

O apoio ao conservador Ricardo López Murphy, que foi ministro da Economia do presidente Fernando de la Rúa e é assinalado como o candidato favorito dos empresários, subiu 2 pontos em um mês, chegando a 9,3%.

Leopoldo Moreau, candidato da União Cívica Radical, considerada o principal partido de oposição, foi apontado por 2,2% dos entrevistados.

A percentagem de indecisos é de 12,2%. Além disso, 3,9% disseram que anularão seu voto; 5,4%, que votarão em branco e 4,3%, que não votarão.