Kaddafi apresenta propostas contra a guerra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 17 de fevereiro de 2003 as 15:22, por: cdb

O líder líbio Muammar Kaddafi apresentou duas propostas para pôr fim às preparações militares de uma provável guerra liderada pelos Estados Unidos contra o Iraque, informou a agência oficial de notícias líbia Jana.

A agência disse que Kaddafi conversou com vários líderes estrangeiros sobre a necessidade de desarmar o Iraque e toda a região do Oriente Médio de armas de destruição em massa.

A Jana não forneceu detalhes sobre com quem foram essas conversas, mas diplomatas afirmaram que ele telefonou para líderes árabes e europeus.

Washington vem deslocando soldados e armas para a região do golfo Pérsico antes de uma possível ação no Iraque por causa da suposta existência de armas de destruição em massa no país. O Iraque nega ter armas proibidas.

Os EUA consideram a Líbia um país pária, em razão do suposto envolvimento em atos terroristas. Na sexta-feira (13), Kaddafi disse que uma campanha dos EUA contra o Iraque enfraqueceria a guerra global contra o terror.

Ao descrever as propostas de Kaddafi, a agência Jana disse: “A primeira seria de que o Conselho de Segurança da ONU ou os Estados Unidos tomem uma decisão, caso o Iraque possua armas de destruição em massa e apresente-as aos inspetores, para pôr fim a todas as preparações militares para a guerra”.

A agência disse que a segunda proposta pede uma nova resolução do Conselho de Segurança da ONU para colocar as instalações militares iraquianas suspeitas sob monitoramento permanente dos inspetores da ONU a fim de evitar que Bagdá desenvolva armas.

A Jana não disse se Kaddafi buscaria fazer a mediação pessoalmente para tentar pôr fim à crise iraquiana se baseando nas suas duas propostas.

Na semana passada, Kaddafi disse que, se houvesse garantias de que o Iraque não seria atacado se o país apresentasse suas armas de destruição em massa, ele viajaria para o Iraque e tentaria conversar com o líder iraquiano.