Justiça ouve esta semana 4 policiais investigados na Operação Furacão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de maio de 2007 as 16:14, por: cdb

Os quatro servidores públicos denunciados pela Operação Furacão da Polícia Federal por envolvimento com um esquema de jogos ilegais serão interrogados pela Justiça Federal na próxima quinta-feira. Os delegados federais Carlos Pereira e Susie Pinheiro de Mattos, o policial federal Francisco Martins e o policial civil Marcos Bretas estão presos na PF, em Brasília, e deverão ser trazidos para o Rio de Janeiro, para prestar depoimento na 6a Vara Federal Criminal.

A Justiça Federal já ouviu 19 acusados da Operação Furacão, entre o final de abril e o início de maio, mas os quatro servidores públicos só serão ouvidos agora porque tiveram direito a preparar uma defesa prévia. Segundo a juíza Ana Paula Vieira de Carvalho, da 6a Vara, porém, a defesa escrita não foi suficiente para excluí-los do inquérito. 

De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público, os quatro servidores são acusados de receber dinheiro em troca de informações privilegiadas de operações policiais passadas às quadrilhas. Bretas é apontado ainda como o responsável por repassar o dinheiro aos servidores.

Além dos quatro que estão detidos em Brasília e dos 19 que estão presos no Rio de Janeiro, também foram acusados de envolvimento com a máfia dos jogos dois desembargadores, um juiz e um procurador regional da República. Estes últimos foram soltos por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).