Justiça Italiana condena ex-ministro de Berlusconi a 11 anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 30 de abril de 2003 as 11:19, por: cdb

A Justiça italiana sentenciou o antigo advogado pessoal do primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi a 11 anos na prisão por corrupção.

Cesare Previti, de 68 anos, Ministro da Defesa no governo Berlusconi em 1994, foi considerado culpado de tentar influenciar dois processos de fusão.

Ele foi considerado culpado de tentar subornar um juiz durante um dos processos de fusão com o objetivo de favorecer a holding Fininvest, de Berlusconi.

O veredicto, alcançado depois de oito horas de deliberação, foi recebido com aplausos, de acordo com o jornal italiano La Repubblica.

“É um veredicto profundamente injusto, apesar de ter sido esperado”, teria dito um dos advogados de Previti, Giorgio Perroni.

Um porta-voz da Forza Italia, o partido de Berlusconi – para o qual Previti trabalha – comentou a sentença como “outro dia sujo para a Justiça italiana”.

“Pouco a pouco, veredicto a veredicto, a confiança dos cidadãos na justiça vai desaparecendo”, disse o porta-voz Sandro Bondi.

Berlusconi originalmente foi acusado no mesmo processo, que remete à disputa pelo controle da editora Mondadori, em 1991, mas o primeiro-ministro foi considerado inocente pelo estatuto de limitações da Itália, em 2000.

O outro caso em conexão com Previti, conhecido pelas inciais IMI-SIR, não tem relação com os negócios de Berlusconi.

Um dos advogados de Previti indicou que ele deve apelar contra a sentença, emitida por um tribunal de Milão.