Justiça do Irã autoriza libertação ainda hoje de dois norte-americanos presos por espionagem

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 21 de setembro de 2011 as 07:15, por: cdb

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília –  O Tribunal de Recurso de Apelação de Teerã, capital iraniana, autorizou a libertação ainda hoje (21) de dois norte-americanos, presos no país desde julho de 2009, sob a acusação de espionagem a serviço do governo dos Estados Unidos. Para libertar Shane Michael Bauer e Josh Fattal, a Justiça iraniana exigiu ainda o pagamento de fiança no valor de US$ 500 mil referente a cada um. As informações são da agência oficial de notícias do Irã, Irna.

No ano passado, a Justiça do Irã autorizou a libertação de Sarah Shourd, que também era mantida presa com os dois outros norte-americanos. Os advogados de Shourd conseguiram sua libertação alegando problemas de saúde e pagando a fiança exigida.

Para a Justiça do Irã, Sarah, de 32 anos, Bauer, de 29 anos, e Fattal, também de 29 anos, eram contratados do serviço secreto norte-americano. No entanto, os três jovens negam as acusações. Eles alegam que estavam fazendo montanhismo na região fronteiriça entre os territórios iraniano e iraquiano quando foram presos.

Inicialmente, a Justiça iraniana expediu ordem de prisão por 16 anos para cada norte-americano. O processo, segundo as autoridades iranianas, ainda está em aberto. O assunto virou tema de conversas entre líderes internacionais. Autoridades norte-americanas apelaram para a libertação dos três jovens desde que foram presos.

 

Edição: Lílian Beraldo