Justiça concede liberdade provisória a ex-presidente da Cisco Systems

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de dezembro de 2007 as 19:14, por: cdb

Nove réus da Operação Persona tiveram, nesta terça-feira, a liberdade provisória concedida pela Justiça Federal. Entre os beneficiados está o ex-presidente da Cisco Systems do Brasil, Carlos Roberto Carnevali.  A decisão foi deferida pelo juiz federal substituto Luiz Renato Pacheco Chaves de Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo.

Todos são suspeitos de integrar esquema de sonegação de impostos que teria como beneficiária final a empresa norte-americana Cisco Systems do Brasil. Estima-se que o prejuízo provocado aos cofres públicos por fraudes em importações chegue a R$ 1,5 bilhão.

Foram liberados provisoriamente os seguintes réus: Carlos Roberto Carnevali, Helio Benetti Pedreira, Moacyr Álvaro Sampaio, José Roberto Pernomian Rodrigues, Fernando Machado Grecco, Marcelo Naoki Ikeda , Paulo Roberto Moreira, Ernani Bertino Maciel e Cid Guardia Filho.

Segundo nota da assessoria de imprensa da Justiça Federal, da mesma forma que a prisão preventiva não representa uma condenação antecipada, mas uma medida de
cautela, a sua revogação também “não antecipa absolvição”. O processo e as investigações continuam.

Ainda de acordo com a Justiça Federal, a decisão foi tomada com base no interrogatório dos presos e análise de novos documentos juntados aos autos.