Julgamento de golpe na África do Sul é adiado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 19 de maio de 2003 as 09:22, por: cdb

O julgamento de uma suposta tentativa de golpe de Estado na África do Sul foi hoje adiado para a próxima segunda-feira, a pedido de diversos advogados dos 22 réus do processo.

O caso refere-se a uma tentativa de inssurreição planejada por elementos de uma organização de extrema-direita, a chamada “Boeremag” (Força Boer), que visava derrubar o governo de maioria negra e criar um Estado independente “afrikaner” branco, depois de expulsar da região os negros e indianos.

A aceitação do pedido de adiamento do arranque do processo baseou-se no fato de muitos dos 22 réus não disporem de recursos financeiros para suportar as custas de um julgamento que se prevê venha a durar cerca de dois anos e que inclui, pelo lado do Estado, a apresentação de 369 testemunhas e de mais de 600 depoimentos.

19 dos réus pediram apoio jurídico do Estado, com base nessa alegação, mas apenas sete se apresentaram hoje apoiados por advogados nomeados pelo tribunal.