Juízes pedem que Calderón assuma responsabilidade por violência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de setembro de 2011 as 12:17, por: cdb
Atualizado em 08/09/11 12:56

CIDADE DO MÉXICO, 7 SET (ANSA) – O Poder Judiciário do México pediu que o presidente Felipe Calderón assuma sua responsabilidade diante da violência que atinge o México e que evite atentar contra a estabilidade nacional.

“Questionar o trabalho dos juizes sem fundamento, e mais ainda, sem provas, atenta contra a estabilidade nacional”, afirmou o Conselho da Magistratura Federal (CJF, na sigla em espanhol).

As declarações foram dadas em resposta às críticas que Calderón fez, na segunda-feira, aos juízes federais. “Não é que eu esteja contra os juízes, pelo contrário, os aprecio e tudo. Mas também você já começa a se cansar. Você os agarra e os agarra e os agarra e os agarra [aos criminosos] e [os juízes] lhes soltam, lhes soltam, lhes soltam”, disse Calderón.

Os conselheiros liderados pelo juiz Jesús Silva Meza declararam que no atual momento vivido pelo México “a sociedade busca e deve buscar melhoras na repartição judicial”, mas as autoridades “de qualquer poder devem assumir suas responsabilidades” e não “transferi-las aos outros”.

“As demandas legítimas da sociedade devem ser atendidas e solucionadas, de maneira unificada, por todas as autoridades, em um contexto em que cada instância, sem importar o nível de governo ou o poder ao qual pertença, assuma suas responsabilidade e nas as evite”, completou o comunicado. (ANSA)