Juiz iraquiano é assassinado a tiros em Mosul

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 23 de dezembro de 2003 as 10:12, por: cdb

Um juiz iraquiano, de origem curda, foi morto a tiros na cidade de Mosul, no norte do Iraque.
O incidente ocorreu durante a noite de segunda-feira. Segundo a polícia iraquiana, o juiz, Youseff Khoshi, levou seis tiros disparados por homens de dentro de um carro.

Outro juiz, que liderava uma investigação sobre as atividades de integrantes remanescentes do partido Baath, de Saddam Hussein, foi morto no mês passado depois de um ataque semelhante.

A cidade de Mosul, a maior do norte do Iraque, é tida como uma das mais instáveis do país.Nela, supostos simpatizantes do antigo regime de Saddam Hussein estariam atuando constantemente contra autoridades americanas e da administração provisória do Iraque.

Desde a queda de Saddam, representantes de empresas de petróleo e policiais foram mortos em ataques na cidade.

Coréia do Sul

Também nesta terça-feira, o gabinete sul-coreano aprovou uma moção para o envio de 3 mil soldados à cidade de Kirkuk, no norte do Iraque, com o objetivo de ajudar os trabalhos de reconstrução no local.

Se o Parlamento aprovar a moção, as tropas serão enviadas em abril do ano que vem.
A idéia de enviar tropas partiu do presidente sul-coreano, Roh Moo-hyun, e causou protestos no país, que já enviou cerca de 400 soldados não-combatentes ao Iraque para mostrar solidariedade aos Estados Unidos.

A Coréia do Sul espera obter ajuda americana para resolver a crise política com a Coréia do Norte.