Juiz dá ganho de causa para os Independentes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 5 de dezembro de 2003 as 17:15, por: cdb

O juiz federal Michael B. Mukasey, de Nova York, deu ganho de causa a Independent Feature Project (IFP) e as 12 produtoras independentes que entraram na justiça contra a decisão da Motion Pictures of Association of America (MPAA) de proibir o envio de DVDs e VHS com os lançamentos, os chamados screeners.
 
A IFP alegava que os screeners são a principal instrumento de divulgação dos independentes e que sem eles filmes como “O Pianista” ou “Meninos não Choram”, produções de pequeno porte que chegaram a ganhar Oscars, nunca teriam chegado tão longe sem a ajuda dos screeners.
 
Mukasey ouviu durante a última semana todos os principais executivos dos grandes estúdios americanos e os independentes e chegou a conclusão que os screeners são fundamentais para o sucesso das pequenas produções. A proibição foi decretada pela MPAA no dia 30 de setembro depois que a instituição foi pressionada pelos grandes estúdios. Eles alegam que os screeners facilitam a chegada de lançamentos às mãos dos piratas.
 
Mesmo com a decisão favorável os independentes já foram prejudicados. Prêmios como o Globo de Ouro já listaram seus indicados ainda quando a proibição estava em vigor.