José Maria prevê novo partido de esquerda em 2005

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 7 de setembro de 2003 as 07:56, por: cdb

Um novo partido de esquerda deve ser lançado no início de 2005, como prevê o presidente nacional do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), José Maria de Almeida. O objetivo do movimento que reúne, entre outros, os grupos radicais do PT , visa também unir os militantes para lutar contra a reforma da Previdência, no apoio às ocupações de terra, no debate da reforma trabalhista, e pelas campanhas salariais dos trabalhadores urbanos.

– Nós não queremos repetir os erros do PT. Não queremos uma legenda controlada por parlamentares ou simplesmente um partido para participar das eleições. Queremos um partido que seja um instrumento para a luta dos trabalhadores, para promover as mudanças que precisamos fazer no país – afirmou José Maria, na noite deste sábado, em Belo Horizonte, no auditório da Sociedade Mineira de Engenheiros, onde foi realizada a plenária estadual para lançar em Minas o movimento pela formação de um novo partido de esquerda.

O PSTU irá lançar candidatos às eleições municipais de 2004 e colocou a legenda à disposição dos dissidentes do PT que forem lançar candidatura. José Maria atribui a “degeneração política” do PT, o que o teria levado a governar com o programa do FMI, à idéia de que o fundamental é disputar a eleição.

Ele também critica o PT por ser, segundo ele, controlado pela cúpula e onde a base não teria nenhuma voz ativa. José Maria afirmou que a definição do programa, do nome do partido e como ele vai funcionar será feita com a participação da militância. Ele disse que a ausência da democracia interna no PT levou o partido a uma situação dramática.