Jornalistas têm novas restrições em Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 30 de março de 2003 as 13:43, por: cdb

O secretário-geral do Ministério da Informação iraquiano, Uday al Tay, anunciou neste domingo, um novo código de conduta para a imprensa “com o fim de garantir sua segurança”, disse.

“A partir de agora, os jornalistas não poderão sair da cidade sem a companhia de funcionários reconhecidos pelas autoridades e o deverão fazer em automóveis cuja placa, marca e motorista devem ser comunicados antecipadamente”.

Além disso, os jornalistas estão proibidos de pegar táxis em plena rua, e só poderão fazê-lo da porta dos hotéis.

Em nenhum caso se autoriza saídas fora da capital iraquiana.

Depois que os bombardeios alcançaram no último sábado o Ministério da Informação, o centro de imprensa oficial foi transferido ao Hotel Palestina, que junto ao vizinho Hotel Sheraton são os únicos onde jornalitas podem se hospedar.

Os jornalistas já eram obrigados a comunicar antecipadamente seus movimentos e os veículos em que viajavam, mas na prática isso não era cumprido.

Até as saídas pela cidade durante à noite estiveram permitidas aos jornalistas, e não está claro se agora estarão.

Em Bagdá, há aproximadamente 350 jornalistas acreditados pertencentes a numerosos países, entre eles vários de meios americanos, espanhóis, entre redatores, câmaras e produtores de televisão.