Jornalista critica estratégia dos EUA e é demitido

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 31 de março de 2003 as 21:19, por: cdb

A rede de TV americana NBC demitiu o festejado jornalista Peter Arnett depois de ele dizer numa entrevista à TV iraquiana que o plano de guerra inicial das forças anglo-americanas haviam fracassado.

Na segunda-feira, a NBC disse que “foi errado o senhor Arnett ter dado uma entrevista à TV estatal iraquiana, especialmente em tempos de guerra”.

“Foi um equívoco também discutir considerações e opiniões pessoais na referida entrevista”, afirmou a NBC.

Arnett, um dos últimos correspondentes americanos a permanecer em Bagdá, tornou-se uma celebridade ao cobrir a Guerra do Golfo para a também rede americana CNN, em 1991.

Desculpas

O comunicado da NBC sobre a demissão do jornalista foi transmitido durante o programa Today, na manhã desta segunda-feira.

No mesmo programa, Arnett, que tem 68 anos, se desculpou à NBC e ao público americano, dizendo estar “constrangido” pela polêmica.

“Quero me desculpar junto ao povo americano por ter feito um mal julgamento”, disse Arnett.

“Não sou contra a guerra, não sou antimilitar. O que disse no fim-de-semana é o que todos sabemos sobre a guerra”, completou.

Arnett nasceu na Nova Zelândia e se naturalizou americano. O jornalista trabalhava em Bagdá para a NBC e para o canal National Geographic Explorer.

A TV iraquiana mostrou imagens do jornalista fazendo a seguinte declaração: “O primeiro plano de guerra falhou devido à resistência iraquiana. Os estrategistas de guerra americanos avaliaram mal a determinação das forças iraquianas”.