Jorge Mautner tocou para um Renascença lotado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 24 de março de 2012 as 20:28, por: cdb

24/03/2012 23:23:27

Um recorte em três décadas da música brasileira deu o tom dos quatro shows da noite de sábado (24) dentro das comemorações da 53ª Semana de Porto Alegre no Teatro Renascença.

Às 22h, foi a vez de Jorge Mautner e Nelson Jacobina subirem ao palco. Mautner fez juz à fama de figura icônica, ao mesmo tempo iconoclasta, uma espécie de totem que não se leva a sério. Mautner foi outro dos tantos que se exilou com Caetano Veloso e Gilberto Gil enquanto morou em Londres, em 1970. No retorno ao Brasil, conheceu Nelson Jacobina, com quem compôs várias músicas, com destaque para Maracatu Atômico, sucesso na voz de Gilberto Gil e mais tarde com Chico Science, além de O Vampiro e Olhar Bestial, Homem Bomba, Manjar de Reis e Eu Não Peço Desculpa, gravado em dueto com Caetano Veloso.

/semanadeportoalegre

Texto de: Marcelo Oliveira
Edição de: Pedro Fernando Garcia de Macedo
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.