Jogadores do São Paulo trocam soco no treino

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 25 de outubro de 2002 as 00:24, por: cdb

Uma briga entre o zagueiro Régis e o atacante Leandro conturbou o treino da manhã desta quinta-feira do São Paulo, no CCT da Barra Funda. Os dois trocaram sopapos no meio do coletivo.

A confusão começou quando Régis deu um carrinho no atacante. Leandro levantou irritado e foi tirar satisfação com o companheiro. Os dois começaram a se empurrar e o zagueiro deu um soco no peito do companheiro, que revidou com uma cotovelada.

A turma do deixa-disso chegou e separou os dois brigões. O coletivo seguiu por mais alguns minutos, até o técnico Oswaldo de Oliveira encerrar a movimentação e reunir o grupo no centro do gramada e conversar por aproximadamente 15 minutos.

Régis, que ainda não se conformou de ser a segunda opção da reserva do São Paulo, também ouviu um sermão de Edson Cegonha e Waldemar de Oliveira, dois auxiliares do treinador antes de falar com a imprensa.

“Achei desnecessário aquilo tudo, mesmo porque a gente está bem no campeonato e não precisa disso. Mas já foi tudo apaziguado”, afirmou Oswaldo de Oliveira.

Os outros jogadores do grupo tentaram acalmar os ânimos. O goleiro Rogério Ceni, capitão da equipe, promoveu uma reconciliação entre Régis e Leandro, incentivando os dois a apertarem as mãos – o que foi feito com cara feia. “Isso é normal”, comentou o camisa 1 são-paulino.

“Ele pegou muito pesado. Não precisaria ter feito isso num treino”, comemntou Leandro após o treinamento. “Mas a amizade continua”, acrescentou.

Já Régis preferiu minimizar a situação, dizendo que nem mesmo se estranhou com o companheiro. “Foi um lance normal. E não teve briga, mesmo porque eu estava de costas e não tinha como ter brigado com ele”, discursou.