João Fontes é afastado do PT e afirma não ter medo de expulsão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 22 de maio de 2003 as 00:37, por: cdb

João Fontes, deputado (PT-SE) afastado nesta quarta-feira pelo partido por tempo indeterminado afirma que não vê problema algum em divulgar uma fita com depoimentos do presidente no ano de 1987.

A fita continha um discurso de Luiz Inácio Lula da Silva, criticando a Rede Globo e o então presidente da República José Sarney.

Para João Fontes isso já aconteceu outras vezes, mas que a diferença desta vez é que ele assumiu a responsabilidade pelo ato.

O parlamentar garantiu também que não teme a possibilidade de expulsão no processo que será julgado pelo Conselho de Ética do PT.

– Eu continuo acreditando no que sempre acreditei. Quem deve temer algo é quem está enganando o povo, tendo um discurso quando era oposição e outro quando era governo – disse.

A deputada Luciana Genro (PT-RS), que chegou a afirmar durante a reunião da bancada que não tinha nenhuma participação no episódio de divulgação do vídeo, declarou que a bancada exigiu para livrá-la do afastamento que fizesse uma declaração condenado a atitude João Fontes.

– Eu não poderia jamais condenar a atitude de um companheiro que agiu assim para proteger a mim e ao deputado João Batista (PT-PA), o Babá. Vou esperar a decisão da Comissão de Ética do partido para poder me defender – afirmou a senadora.