Jessica Alba surpreende em cenas sadomasô

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 20 de fevereiro de 2010 as 15:38, por: cdb

Em um festival até então morno, o cineasta inglês Michael Winterbottom causou polêmica com a exibição, na noite passada, de The Killer Inside Me (O assassino em mim), que compete pelo Urso de Ouro.

Baseado no livro homônimo, de Jim Thompson, publicado em 1952, o filme conta a história de Lou Ford (Casey Affleck), um psicopata que comete assassinatos em série – e, na maior parte dos casos, contra as pessoas mais próximas a ele.

As duas mulheres com quem o personagem se envolve, interpretadas por Jessica Alba e Kate Hudson, protagonizam cenas de surra e sexo sadomasoquista e aceitam a personalidade do assassino.

Acusado de estimular a violência, especialmente contra as mulheres, Winterbottom afirmou, em coletiva após o filme, que “jamais faria um filme que incitasse a violência”.

– Promover a violência seria entreter mostrando um assassinato, e muitos filmes fazem isso. Não acho que o meu faça. É claro que há violência, contra homens e mulheres. O importante é que seja feia. Ninguém vai achar que Lou é um modelo a ser seguido ou que bater nas mulheres faz dele um herói. Ele é um personagem fraco, autodestrutivo, que na verdade só quer morrer – disse o diretor.

Sobre o fato de algumas pessoas terem saído do cinema durante a exibição, o diretor afirmou que “era para ser muito chocante mesmo”.

– O ponto é que é algo muito repulsivo, mas as pessoas fazem isso o tempo todo na vida real. O mundo do personagem é muito exagerado, mas é uma versão do que as pessoas fazer – acrescentou.

Exibido no festival de Sundance, em janeiro, o longa já havia causado controvérsia nos EUA. Chegou a sair na imprensa que Jessica Alba, revoltada com as cenas de ódio às mulheres, teria ido embora durante a sessão de estreia.

Winterbottom negou a história. Segundo o produtor que acompanhou o diretor na coletiva, “ela já tinha visto e tem muito orgulho do filme”.

– Ela nem chegou a entrar na sessão. Foi embora logo porque precisava voar para Los Angeles – revelou.

Fato é que nenhum dos atores compareceu para a promoção de The Killer Inside Me em Berlim. Winterbottom lamentou as ausências, sem dar maiores explicações.

– É muito decepcionante, especialmente por Casey (Affleck). Parte do prazer de fazer um filme independente é vir a um festival como esse divulgá-lo – concluiu.