Jenson Button é o campeão mundial de F-1 de 2009

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 18 de outubro de 2009 as 15:44, por: cdb

O inglês Jenson Button, companheiro de Rubens Barrichello na Brawn GP, conquistou neste domingo, no GP do Brasil, o título de campeão mundial de F-1.

Apesar de largar na pole em Interlagos, Barrichello não conseguiu se manter na primeira colocação, perdeu posições e terminou no oitavo lugar.

A vitória ficou com o australiano Mark Webber (Red Bull), seguido pelo polonês Robert Kubica (BMW) e pelo inglês Lewis Hamilton (McLaren). Barrichello chegou na 8ª posição em Interlagos.

Button, ao contrário de Barrichello, teve uma ótima perfomance. Largando da 14ª colocação, o campeão mundial de 2009 abandonou a postura cautelosa das últimas provas, mostrou-se arrojado com uma série de ultrapassagens e chegou em quinto.

Com isso, o inglês foi a 89 pontos, deixando para trás Barrichello (72) e o alemão Sebastian Vettel (74), da Red Bull, que chegou em quarto. Os dois pilotos ainda tinham chances matemáticas de ganhar o título.

Desta forma, o GP dos Emirados Árabes Unidos, que será disputado no novo circuito de Abu Dhabi, no dia 1º de novembro, servirá apenas para definir o segundo colocado no Mundial de pilotos.

A largada foi tumultuada. Mas, Barrichello conseguiu escapar na frente e fugiu das confusões.

Mark Webber, que largava ao lado do brasileiro na primeira fila, tocou em Raikonnen. Um pouco mais atrás, Adrian Sutil, Jarno Trulli e Fernando Alonso se envolveram em outro acidente.

Heikki Kovalainen e Raikkonen precisaram ir para os boxes. E aí, houve uma outra lambança. A McLaren de Kovalainen saiu do pit carregando a mangueira de reabastecimento. Com isso, jogou combustível na Ferrari de Raikkonen, que imediatamente pegou fogo –as chamas se extinguiram pouco depois.

As inúmeras confusões fizeram com que o safety car entrasse na pista. E Button, líder do campeonato, que largou em 14º, pulou para a nona colocação.

O inglês se livrou rapidamente de Romain Grosjean e Kazuki Nakajima e assumiu o sétimo lugar. Aí, encontrou dificuldades atrás do estreante Kamui Kobayashi e só conseguiu ultrapassar o piloto da Toyota após mais de dez voltas.

Bestando dez voltas para o fim, Barrichello perdeu seu lugar no pódio. O brasileiro foi ultrapassado por Hamilton na reta dos boxes. Pouco depois, fez uma parada extra nos boxes para trocar os pneus e voltou na oitava posição.