Jarbas Vasconcelos diz que eleição de Ana Arraes para o TCU é ‘um absurdo’ 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 21 de setembro de 2011 as 14:51, por: cdb

O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) disse nesta quarta-feira (21) que é “um absurdo” o governador Eduardo Campos deixar de cuidar dos interesses de Pernambuco para eleger a própria mãe, a deputada Ana Arraes (PSB-PE), para o cargo de ministra do Tribunal de Contas da União (TCU). Para Jarbas, o resultado dessa eleição é o retrato de um país em que o meio político anda na contramão do século 21.

– É um exemplo do vale-tudo na política. Se o que ocorreu na Câmara nas últimas semanas não é nepotismo, não é abuso de poder político e uso da máquina, eu não sei mais o que é. Quando chegar uma determinada conta do governo Eduardo Campos no TCU, qual será a postura da nova ministra? – questionou .

Jarbas assinalou que o Brasil precisa dar um salto de qualidade, sem corrupção, sem aparelhamento do Estado e sem nepotismo. Ele observou que a nova ministra do TCU estará sempre sob suspeição e lembrou que os deputados que a elegeram foram os mesmos que inocentaram a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) há apenas três semanas, contra toda a pressão da opinião pública.

– Isso não é modernidade, é nepotismo, é política do compadrio, do coronelismo. É atraso do pior tipo possível – concluiu.

Da Redação / Agência Senado

Comments are closed.