Japoneses fabricam cerveja do tempo dos faraós

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de agosto de 2002 as 10:51, por: cdb

Uma fábrica de cervejas do Japão usou uma receita de 4.400 anos do antigo Egito e produziu o que afirma ser uma bebida digna dos faraós.
A cervejaria Kirin batizou a bebida de Reino Antigo. A cerveja tem cor de chá preto, 10% de álcool, o dobro da porcentagem de outras cervejas, e não tem espuma.

Sakuji Yoshimura, um egiptologista da Universidade Waseda, em Tóquio, ajudou a traduzir a receita de hieróglifos encontrados em pinturas de parede antigas do Egito. O porta-voz da indústria Kirin, Takaomi Ishii disse que a cerveja “tem gosto diferente das cervejas normais, o gosto lembra vinho branco”. Segundo o porta-voz da Kirin, a receita egípcia de cerveja usa cevada, mas não contém lúpulo, que é o que dá o sabor amargo das cervejas atuais.

A Kirin não tem planos de vender a Reino Antigo em bares. A indústria divulgou que desenvolveu a receita apenas para pesquisa.
O lote 36 litros fabricado vai ser apresentado em uma conferência da Associação dos Mestres Cervejeiros dos Estados Unidos, em outubro, no Texas.
Há provas de fabricação de cerveja no Egito desde o século dez a.C. (antes de Cristo). Em 1996, a fabricante de cervejas britânica Scottish and Newcastle vendeu uma edição limitada, um lote de mil garrafas de cerveja fabricada de acordo com uma antiga receita egípcia. Uma garrafa deste lote, batizada de Cerveja Tutankamon, foi vendida por £50 (cerca de R$ 250).