Japão vai desativar quatro reatores danificados por terremoto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 30 de março de 2011 as 07:35, por: cdb

Da BBC Brasil

Brasília – O Japão vai desativar quatro geradores da Usina Nuclear de Fukushima danificados pelo tsunami que atingiu o país.

A empresa que opera os geradores, a Tokyo Electric Power (Tepco), anunciou a decisão após três semanas de tentativas de controlar a temperatura nos reatores da Usina de Fukushima Daiichi.

A Tepco disse que vai decidir mais adiante o que fazer em relação aos reatores 5 e 6, que foram desligados com segurança.

O presidente da empresa, Tsunehisa Katsumata, afirmou que vai compensar os afetados pelo vazamento de radiação e pediu desculpas pelos blecautes causados pela crise nuclear.

O nível de radioatividade registrado na região é preocupante e especialistas japoneses estão avaliando se devem ou não cobrir os edifícios que abrigam os reatores com material especial, para evitar a disseminação da substância radioativa.

O número de mortos registrados após o terremoto e o tsunami que atingiram o Japão no dia 11 de março chega a 11 mil. Mais de 17 mil pessoas permanecem desaparecidas.

O desastre danificou o fornecimento de energia para os reatores, causando uma falha no sistema de resfriamento das estruturas. Desde então, engenheiros tentam reduzir a temperatura no núcleo dos reatores usando água do mar.

A operação não conseguiu interromper totalmente o vazamento radioativo, provocado pelas altas temperaturas dentro dos reatores.

A agência nuclear japonesa informou que as novas medições de iodo nas águas próximas do reator número 1 de Fukushima apontaram um nível de radiação 3.355 vezes maior que o limite legal.

A Usina de Fukushima Daiichi fica a 300 metros da costa. A presença de elementos radioativos está sendo registrada a até 16 quilômetros da cidade de Daiichi, embora em níveis menos elevados.

Internacionalenergia atômicajapãoterremototsunami