Japão tem crescimento zero no primeiro trimestre

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 16 de maio de 2003 as 10:24, por: cdb

A economia japonesa teve crescimento zero nos três primeiros meses deste ano.

Segundo especialistas, a tendência é de queda no PIB nos próximos meses. “A economia está à beira da recessão”, disse Jesper Koll, economista-chefe do Merril Lynch Japan Securities.

Outros analistas dizem que o governo tem de atuar para evitar que a recuperação registrada nos últimos 12 meses seja revertida. Também há o risco de deflação.

Nos três últimos trimestres do ano passado, a economia havia apresentado um crescimento lento, mas constante.

As exportações, que respondem por 11% do PIB japonês, tiveram uma forte queda, devido ao fraco desempenho das vendas de motores para os Estados Unidos.

No entanto, analistas alertaram que a epidemia da pneumonia atípica conhecida como Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave, na sigla em inglês) poderia provocar outra queda nas exportações nos próximos três meses.

– As vendas para o exterior provavelmente vão cair, pressionadas pela situação asiática – disse Soichi Oka, economista do banco Aozora.

O nível de consumo, que manteve crescimento até março, também deve cair levemente nos próximos meses.

– Houve aumento de impostos em abril que podem afetar o consumo, além de a renda estar caindo – afirmou Marshall Gittler, especialista em moedas do Deutsche Bank.

Uma queda de 3,5% nos últimos 12 meses no mais importante índice de preços é outra fonte de preocupação para as autoridades.

O economista do governo Heizo Takenaka disse que os números mostram a necessidade de pressão governamental para forçar uma alta de preços.

– Enquanto trabalhamos pelas reformas estruturais, devemos também nos esforçar para colocar fim na deflação – disse Takenaka.