Japão atacaria Coréia do Norte se tiver provas de belicosidade

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de fevereiro de 2003 as 13:24, por: cdb

O ministro da Defesa do Japão, Shigeru Ishiba, declarou nesta quinta-feira que seu país empreenderia uma ação militar preventiva contra a Coréia do Norte se tiver provas contundentes de que Pyongyang está disposto a lançar um ataque com mísseis balísticos.

“A nossa nação empregará a força militar como uma medida de defesa própria se a Coréia do Norte começar a recorrer às armas contra o Japão”, disse o ministro, para quem o processo de injetar combustível em um míssil já seria considerado o início de um ataque.

Conhecido como um especialista em Defesa de linha dura, Ishiba disse também que o Japão poderia elaborar um sistema de defesa antimísseis com os Estados Unidos, porque não tem a capacidade de se defender de um bombardeio norte-coreano.

O ministro, que está no cargo desde setembro do ano passado, acrescentou que, a longo prazo, o Japão poderia fortalecer seu poderio militar a fim de reduzir sua dependência dos EUA.

As declarações de Ishiba coincidiram com um aumento das tensões em relação ao suposto programa de armas nucleares da Coréia do Norte.

Na quarta-feira, a junta de países membros da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) – um órgão das Nações Unidas – decidiu enviar ao Conselho de Segurança a disputa sobre questão nuclear de Pyongyang.

Em 1993, a Coréia do Norte alarmou os japoneses ao realizar um teste com míssil de médio alcance Rodong-1, lançando-o sobre o Mar do Japão.

Cinco anos depois, os norte-coreanos lançaram um míssil Taepodong-1 sobre o território do Japão, numa demonstração de que partes do oeste do arquipélago estavam dentro do alcance do foguete, estimado em 1.000 quilômetros.

George Tenet, o diretor da CIA – a agência central de informações dos Estados Unidos -, declarou na quarta-feira que outro míssil norte-coreano, o Taepodong-2, poderia atingir a costa oeste dos EUA, mas acrescentou que essa arma ainda não havia sido testada.