Jacques Rogge é reeleito presidente do COI até 2013

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de outubro de 2009 as 10:23, por: cdb

O presidente do Comitê Olímpico Internacional, o belga Jacques Rogge, foi reeleito nesta sexta-feira, para um mandato de quatro anos à frente da entidade. Candidato único, Rogge obteve 88 votos, um voto contra e três abstenções.

Pela Carta Olímpica, o primeiro mandato do presidente do COI pode ter a duração de oito anos, permitindo uma reeleição por mais quatro anos. Assim, em 2013 o COI elegerá um novo presidente.

– Estou muito orgulhoso com as conquistas que obtivemos nos últimos oito anos. O foco agora está no futuro. Temos muito trabalho a fazer – afirmou Rogge, eleito pela primeira vez em 2001, em Moscou, substituindo ao espanhol Juan Antonio Samaranch.

Os dois brasileiros membros do COI participaram da eleição de Rogge: o presidente de honra da FIFA e membro decano João Havelange, e Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro.

Dentre as principais conquistas de Rogge está a criação dos Jogos Olímpicos da Juventude, cuja primeira edição acontecerá em 2010 em Cingapura (Verão) e Insbruck, na Áustria (Inverno). Rogge também entra para história pelo fato de levar os Jogos Olímpicos pela primeira vez para a América do Sul, em 2016, no Rio de Janeiro.

A reunião desta sexta-feira também elegeu seis novos membros para o COI: Richard Peterkin, presidente do Comitê Olímpico de Santa Lúcia; o príncipe Frederick da Dinamarca; o presidente do Comitê Olímpico da Nigéria Habu Ahmed Gumel; o vice presidente do Conselho Olímpico da Ásia, Habib Abdul Nabi Macki, de Oman; a presidente da Associação de Futebol de Burundi, Lydia Nsekera, e o sueco Goran Petersson, presidente da Federação Internacional de Vela.