Israel intensifica ataques aéreos na Faixa de Gaza

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 20 de maio de 2007 as 14:19, por: cdb

O Exército de Israel intensificou na madrugada deste domingo seus ataques aéreos contra a Faixa de Gaza no que classifica como uma resposta contra a recente onda de ataques com mísseis disparados a partir da região e que atingiram o território israelense.

Em reunião de gabinete neste domingo, o primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, advertiu que Israel aumentará seus ataques contra Gaza se os ataques palestinos com mísseis não forem interrompidos.

Os militantes palestinos em Gaza teriam disparado mais de 50 foguetes contra Israel na última semana, ferindo sete civis e forçando a fuga de centenas de pessoas das regiões atingidas. As sirenes do sistema de alerta têm sido ouvidas várias vezes ao dia na cidade israelense de Sderot, a mais atingida.

Segundo Olmert, se as atuais medidas diplomáticas e militares não derem os resultados desejados, Israel intensificará suas ações.

Segundo fontes médicas, quatro pessoas, entre elas três civis, teriam sido mortas pelos ataques de Israel.

O Exército israelense disse ter atingido um carro que levava militantes do grupo Hamas na cidade de Gaza. Três pessoas, entre elas dois supostos integrantes do Hamas, teriam sido mortas na ação.

Além disso, os mísseis israelenses também destruíram dois edifícios em Gaza, que segundo Israel eram usados como locais para fabricação de bombas.

Trégua

Os ataques aéreos ocorrem em meio a uma trégua declarada no sábado na disputa interna palestina, envolvendo o Hamas, que controla o governo palestino do premiê Ismail Haniya, e o Fatah, do presidente Mahmoud Abbas.

A trégua foi declarada após quase uma semana de choques entre os dois grupos em Gaza e que deixaram ao menos 50 mortos.

Ao contrário de outros quatro anúncios frustrados de trégua desde o início dos confrontos, no domingo passado, este novo cessar-fogo parecia estar tendo o efeito desejado.

Tanto o Hamas quanto o Fatah teriam libertado membros das facções rivais detidos durante os combates. Os grupos também retiraram seus milicianos das ruas de Gaza e desmontaram os bloqueios que haviam colocados em ruas da região.

O porta-voz do Hamas Fawzi Barhoum disse à agência de notícias Associated Press esperar que os ataques israelenses reforçariam o cessar-fogo declarado no sábado.

Os ataques israelenses foram retomados na terça-feira, após seis meses, em resposta aos repetidos disparos de mísseis contra o território israelense.