Israel anuncia cerco a territórios palestinos até eleições

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 26 de janeiro de 2003 as 21:07, por: cdb

Forças israelenses estão impondo um cerco completo em torno dos territórios palestinos até após as eleições gerais em Israel na terça-feira.

Toque de recolher e cercas vão impedir que os palestinos saiam dos territórios ocupados que Israel acredita ser o abrigo de militantes palestinos.

O cerco começa a valer a partir desse domingo, segundo informações de uma rádio israelense.

O ministro israelense da Defesa, Shaul Mofaz, disse que, dentro de Israel, soldados vão reforçar o policiamento durante a votação por causa do alto número de alertas sobre possíveis ataques.

Fins eleitorais

Mofaz se pronunciou algumas horas após o Exército israelense ter realizado uma grande investida militar na Faixa de Gaza, em que 12 palestinos morreram e mais de 50 ficaram feridos.

O principal negociador palestino, Saeb Erakat, acusou o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, de organizar a incursão para ganhar votos.

“O primeiro-ministro Sharon está determinado a terminar essa campanha eleitoral com mais sangue palestino e com mais destruição e mais agressão”, afirmou Erakat.

O ataque israelense aconteceu na noite de sábado e na madrugada deste domingo. A investida está sendo considerada a maior incursão do Exército de Israel na cidade de Gaza desde o início da atual Intifada – há mais de dois anos.

De acordo com palestinos, cerca de 50 tanques e veículos blindados escoltados por helicópteros entraram na cidade por três lugares diferentes, em torno das 22h (18h em Brasília), no segundo ataque em 24 horas.

Segundo o ministro israelense da Defesa, o ataque tinha como alvos os locais utilizados por palestinos para fabricar e lançar foguetes em recentes ofensivas contra Israel.