Irmão de Chávez desmente notícia sobre volta do presidente ao trabalho

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 22 de janeiro de 2013 as 08:22, por: cdb
Argenis Chávez desmentiu a notícia veiculada pela AP
Argenis Chávez desmentiu a notícia veiculada pela AP

O retorno do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ao trabalho, ainda é uma incógnita. Um de seus irmãos, Argenis Chávez, desmentiu nesta terça-feira notícia veiculada por uma agência norte-americana de notícias sobre seu possível retorno ao trabalho. Segundo o presidente da Corporação Elétrica Nacional (Corpoelec, na sigla em espanhol), o mandatário continua se recuperando da insuficiência respiratória que o acometeu em decorrência de uma infecção após a cirurgia realizada em 11 de dezembro em Havana, a quarta desde o diagnóstico de câncer anunciado em junho de 2011, mas somente duas pessoas estão credenciadas para falar sobre seu estado de saúde.

– Os porta-vozes oficiais (do governo) são e têm sido o vice-presidente da República, Nicolás Maduro, e o ministro da Comunicação e Informação, Ernesto Villegas. Eles, e somente eles, através dos comunicados oficiais do governo bolivariano têm passado os detalhes quanto ao estado de saúde do presidente da República, Hugo Chávez – afirmou.

A agência norte-americana de notícias Associated Press (AP) atribuiu ao irmão uma visita a Chávez, de 58 anos, recentemente, na capital cubana, sem informar a data, nem detalhes sobre o estado de saúde do presidente. Argenis teria dito apenas que conversou com o líder bolivariano. Chávez está acompanhado no momento por suas filhas, relatou o irmão.

Também nesta segunda-feira, o chanceler venezuelano Elías Jaua chegou a Havana para se reunir com o presidente e analisar os acordos entre os dois países. No domingo, o vice-presidente, Nicolás Maduro, afirmou que o presidente está saindo de um complexo processo pós-operatório e ganhando força para uma nova fase de seu tratamento.

– Nós sempre somos otimistas de que mais cedo do que mais tarde teremos o presidente aqui conosco – disse Maduro em entrevista ao canal venezuelano de TV Televén.

O vice-presidente explicou que nem mesmo a equipe médica consegue estabelecer o tempo de recuperação do líder bolivariano, mas acrescentou “talvez nos próximos dias, seja possível dar uma resposta um pouco mais próxima da realidade”.

– O presidente está se estabilizando em todas as suas funções vitais, tem consciência e cada vez mais força para entrar na próxima etapa que deve ser anunciada oficialmente – disse Maduro ao jornalista José Vicente Rangel.

Quem também anunciou que o retorno de Chávez era iminente foi o embaixador da Venezuela na OEA (Organização dos Estados Americanos), Roy Chaderton Matos. Ele disse no sábado (19) que a volta do presidente Hugo Chávez ao país está cada vez mais certa.

– Está em jogo porque está ameaçada (a pátria), mas (….) a pátria vai se salvar. Há a alternativa cada vez mais certa do retorno do presidente Chávez – disse o embaixador após ser perguntado se a situação de saúde do governante colocava em jogo o país.