Iraquianos são presos no México tentando entrar nos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 22 de março de 2003 as 17:14, por: cdb

Autoridades do serviço de migração mexicana informaram neste sábado, que prenderam na cidade de Tijuana três iraquianos que pretendiam entrar nos Estados Unidos.

De acordo com as informações dois dos presos portavam documentados falsos e o outro era um especialista em facilitar a imigração de pessoas sem autorização que tentou se passar por americano.

Os iraquianos, presos na última sexta-feira (21), foram colocados à disposição do Ministério Público Federal, que determinará sua situação.

Segundo as primeiras investigações, o responsável pela tentativa de imigração ilegal cobrou 8.000 dólares de cada um de seus compatriotas, que levavam passaportes austríacos falsos, para ajudá-los a entrar nos EUA.

As autoridades mexicanas reforçaram a vigilância nas fronteiras, especialmente na dos EUA, após o início da guerra contra o Iraque.

No entanto, o subsecretário de População, Migração e Assuntos Migratórios, Javier Moctezuma, negou na última sexta-feira (21), que o Governo dos EUA tenha solicitado explicitamente ao México que redobre a vigilância para evitar a entrada de iraquianos em seu território.

Depois do início da guerra contra o Iraque, diminuiu consideravelmente o fluxo na fronteira entre o México e os EUA, especialmente entre as cidades de Tijuana e San Diego.

No entanto, neste cruzamento fronteiriço, um dos mais movimentados do mundo, a atividade voltou ontem à normalidade, segundo fontes oficiais.