Iraquianos resistem às tropas dos EUA no aeroporto de Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 4 de abril de 2003 as 12:07, por: cdb

O Comando Central dos Estados Unidos, no Catar, informou que soldados americanos estão aumentando a sua presença ao sul e ao oeste de Bagdá. Uma outra batalha das Forças Armadas americanas continua, nesta sexta-feira, pela manutenção do controle do aeroporto internacional de Badgá.

Os militares americanos afirmam que a maior parte do aeroporto já está ocupada, mas tropas iraquianas ainda resistem em algumas áreas. Os iraquianos também contra-atacam os americanos que ocupam o aeroporto, a partir de Bagdá.

Segundo um militar americano, vários tanques iraquianos foram destruídos e cerca de 40 soldados de Saddam Hussein, presos. Cerca de 120 soldados iraquianos poderiam ter sido mortos durante as batalhas pelo aeroporto.

Ainda não se sabe se esses soldados são da Guarda Republicana de Saddam, que seria a principal responsável pela defesa de Badgá.

Sumiço

Nos últimos dias, os americanos mostraram-se preocupados com um aparente sumiço da guarda, o que levou a especulações de que os iraquianos pudessem estar preparando uma armadilha.

“Não é uma corrida. A batalha pelo aeroporto está correndo como o esperado”, disse um representante do Comando Central dos Estados Unidos no Catar.

O aeroporto fica a 20 quilômetros ao sul de Badgá.

Soldados da Terceira Divisão de Infantaria dos Estados Unidos lutaram pelo controle do local durante toda a madrugada e manhã de sexta-feira. Durante a batalha, Badgá continuou a ser bombardeada pelo ar.

De acordo com soldados no local, os iraquianos estariam enviando mais reforços para a área.

“Noite infernal”

Segundo a agência de notícias Reuters, diversos moradores da região do aeroporto deixaram suas casas durante as batalhas da madrugada.

Uma mulher descreveu o período de ocupação do aeroporto como uma “noite infernal”.

A maior parte de Bagdá continua sem energia elétrica, depois dos bombardeios de quinta-feira

Fontes americanas revelaram que 320 iraquianos teriam sido mortos nos ataques americanos ao aeroporto, e alguns veículos e baterias antiaéreas teriam sido apreendidos.

A agência de notícias Reuters também informou que as tropas americanas estariam agora a apenas 10 quilômetros ao sul dos limites da cidade de Bagdá.

O governo iraquiano vem negando que tenha ocorrido qualquer combate na região do aeroporto, e só reconhece oficialmente que as forças lideradas pelos Estados Unidos estão a cerca de 160 quilômetros da capital iraquiana.

Mas segundo o correspondente da BBC em Bagdá, Paul Wood, a batalha pelo controle da capital iraquiana efetivamente começou.

O primeiro combate em terra na cidade teria ocorrido a apenas 20 quilômetros a sudoeste do centro da cidade nesta quinta-feira à noite, após uma violenta onda de bombardeios aéreos.