Iraquianos recebem primeiro salário desde a guerra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 24 de maio de 2003 as 10:50, por: cdb

A administração civil norte-americana pagou neste sábado os primeiros salários aos iraquianos desde a guerra liderada pelos Estados Unidos, distribuindo notas de dinares estampadas com o rosto de Saddam Hussein a milhares de funcionários da companhia de energia de Bagdá.

A administração espera que os pagamentos, que devem atingir cerca de 1,4 milhão de trabalhadores civis e variar de 80 a 400 dólares por mês, sejam um sinal de que a vida está voltando ao normal no país, após semanas de caos e péssimas condições de segurança.

– Esse é um começo, um bom começo e o restante será pago durante a semana – disse Jay Garner, diretor do Departamento de Reconstrução e Assistência Humanitária (ORHA).

Os quase 40 mil funcionários da companhia elétrica são a maior prioridade, uma vez que se esforçam para restabelecer o fornecimento de energia na capital.

– Eles foram prejudicados por ladrões que roubaram cabos e equipamentos, o que atrasou o retorno de serviços essenciais à cidade de 5 milhões – informou Karim Hassan, diretor da comissão de eletricidade do Iraque.

– Estamos trabalhando há algum tempo e esse é o primeiro dinheiro que estamos recebendo de nossos salários – afirmou ele.

Mas alguns funcionários reagiram mal ao receber o pagamento em notas de 10.000 dinares.

Há semanas, mercados iraquianos vêm se recusando a receber as notas de 10.000 com valor real. Às vezes, os comerciantes descontam metade do valor, citando rumores de que as notas foram declaradas como inaceitáveis após um assalto no banco central.

– Os pagamentos serão feitos em notas de 10.000. Não há nada de errado com elas, essa é um pagamento legal – disse Diaa al Khayoun, diretor-geral de Rafidain, um dos bancos que fazem os pagamentos.