Iraque: “Todos os métodos para parar ou matar o inimigo serão usados”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 29 de março de 2003 as 14:56, por: cdb

O vice-presidente do Iraque, Taha Yassin Ramadan, disse que um oficial do Exército iraquiano dirigia o carro-bomba que matou quatro soldados norte-americanos perto de Najaf, neste sábado, e ameaçou a coalizão liderada pelos Estados Unidos com mais ataques desse tipo.

“Isso é só o começo”, declarou o vice de Saddam Hussein. “Todos os métodos para parar ou matar o inimigo serão usados”.

“O que eles estão fazendo na nossa terra? Que saiam daqui”, acrescentou Ramadan, em uma entrevista coletiva.

Horas antes, o Iraque havia identificado o motorista da missão suicida como o oficial Ali Hammadi al-Namani, afirmando que ele tinha realizado uma “operação de martírio” e que o presidente Saddam Hussein lhe havia concedido duas medalhas póstumas.

O ataque ocorreu num posto de controle militar estabelecido pelos Estados Unidos numa rodovia ao norte de Najaf, uma cidade que fica a menos de 100 quilômetros ao sul de Bagdá.

“Os Estados Unidos vão acabar atraindo todos os mártires do mundo contra eles. O que eles esperavam?”, disse Ramadan. “Não se permite aos árabes e aos muçulmanos ter mísseis e bombas tão poderosas quanto os deles”.

Ainda de acordo com o vice, milhares de voluntários árabes estão chegando ao Iraque para combater as forças invasoras dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha.