Iraque pode fazer rio Tigre transbordar para se defender

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de março de 2003 as 23:20, por: cdb

As Forças Armadas dos Estados Unidos estão analisando estratégias para a eventualidade de o Exército do Iraque provocar o transbordamento do Rio Tigre como um recurso para dificultar o deslocamento de tropas da coalizão, declarou o Pentágono nesta sexta-feira.

Se abrirem comportas para liberar mais água para o Tigre, os soldados iraquianos poderiam causar grandes inundações entre Bagdad e Kut, ao sul, de acordo com o Pentágono. Milhares de iraquianos seriam obrigados a deixar suas casas, aumentando o fluxo nas estradas e a necessidade de socorro humanitário.

O Departamento de Defesa norte-americano lembrou que o Iraque usou enchentes para conter o avanço das forças iranianas durante a Guerra Irã-Iraque (de 1980 a 1988).

“Os iraquianos poderiam abrir comportas de represas e canais liberando um pequeno volume de água a fim de interromper as manobras de nossas unidades”, afirmou a nota divulgada pelo governo norte-americano.

“Eles também poderiam provocar inundações catastróficas de porções dos vales dos rios Tigre e Eufrates pela liberação de grandes volumes de água ou pela destruição das barragens”.

Apesar de o segundo cenário poder causar “graves crises humanitárias em vastas regiões do Iraque, Bagdad não seria muito atingida”, diz a declaração do Pentágono.

Partes do sul do Iraque ficam normalmente inundadas em março e abril devido à elevação do volume de chuvas e ao derretimento da neve no norte do país. Algumas áreas que já estão alagadas poderiam ficar intransitáveis por quatro a seis semanas, mesmo sem a possível ação do Exército iraquiano, acrescentou.