Irã proíbe que avião onde estava chanceler da Alemanha sobrevoe espaço aéreo do país

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 31 de maio de 2011 as 06:55, por: cdb

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A aeronave que transportava a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, para a Índia foi proibida de sobrevoar o espaço aéreo do Irã. Com a proibição,o avião foi obrigado a mudar a rota, seguindo para a Turquia e aumentando o tempo de viagem. Merkel chegou à capital indiana, Nova Déli, com duas horas de atraso, segundo as autoridades alemãs.

As informações são da agência pública de notícias de Portugal, a Lusa. O ministro alemão das Relações Exteriores, Guido Westerwelle, chamou o embaixador do Irã em Berlim, Ali Resa Scheich Attar, para dar explicações sobre a decisão. Na agência oficial do governo do Irã, a Irna, não há informações sobre o episódio.

Para o ministro alemão, a decisão do governo iraniano é  inaceitável. “Trata-se de uma falta de respeito que não podemos tolerar, vamos dizer claramente ao embaixador do Irã que não aceitamos, de forma alguma, tal violação das regras da diplomacia internacional”, disse Westerwelle.

Em visita oficial à Índia, Merkel tentou minimizar o incidente, afirmando-se “satisfeita” por ter chegado à Índia para iniciar conversações oficiais. “Isso é que é importante”, disse a chanceler.

Para os diplomatas alemães, foi um ato hostil contra Merkel. Outro avião em que viajavam integrantes da comitiva da chanceler pode sobrevoar, sem impedimentos, o espaço aéreo iraniano rumo à Índia.

Na agência estatal de notícias do Irã, há uma reportagem sobre a visita de Merkel à Índia, informando sobre o empenho do governo alemão para colaborar com o Afeganistão, mas não há qualquer menção à proibição. A Alemanha é um dos países que apoiam a política norte-americana de combate ao terrorismo, ação condenada pelas autoridades iranianas.

Edição: Graça Adjuto