Ipea derruba projeção de expansão do PIB em 2003 para 0,5%

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 4 de setembro de 2003 as 16:30, por: cdb

Com a forte contração da economia no segundo trimestre, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) reduziu sua estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto em 2003 de 1,6 por cento para 0,5 por cento.

Para 2004, a projeção foi elevada de 3,0 por cento para 3,5 por cento. A revisão faz parte do último boletim trimestral de conjuntura divulgado nesta quinta-feira pelo instituto, vinculado ao Ministério do Planejamento. A estimativa anterior tinha sido divulgada em junho.

O Produto Interno Bruto (PIB) encolheu 1,6 por cento no segundo trimestre em relação ao primeiro e 1,4 por cento na comparação com o mesmo período do ano passado.

O Ipea prevê para 2003 uma queda de 1,0 por cento na atividade industrial comparado à projeção anterior de crescimento de 1,8 por cento.

Os outros setores -agropecuário e serviços- ainda devem apresentar crescimento, segundo a projeção do instituto. O Ipea revisou a projeção do crescimento do setor de agropecuária de 3,7 para 3,9 por cento e o de serviços, de 1,2 para 1,0 por cento.

Considerando as projeções para o PIB sob a ótica da demanda, o Ipea prevê que o consumo das famílias registre queda de 2,1 por cento no ano, comparado à estimativa anterior de crescimento de 0,2 por cento. Já os investimentos apresentariam uma queda de 4,6 por cento, comparado à projeção anterior de modesto crescimento de 0,7 por cento.