IPCA-15 desacelera para 0,49%

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de setembro de 2004 as 10:06, por: cdb

A inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) desacelerou pelo segundo mês seguido em setembro, para 0,49% ante a taxa de 0,79% em agosto. Economistas previam em média uma leitura de 0,63%, com os prognósticos variando de 0,6% a 0,8%.

O recuo da taxa deveu-se sobretudo a menores preços de tarifas e alimentos, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. Entre as tarifas, os custos de telefonia fixa, por exemplo, subiram 1,51% em setembro, após a alta de 3,55% em agosto.

Os de alimentos passaram de avanço de 0,58% para 0,42%, com quedas de feijão, arroz, óleo de soja e tomate, entre outros produtos. O IPCA-E subiu 2,23% no terceiro trimestre. No ano, o IPCA-15 acumula alta de 5,63% e nos últimos 12 meses, de 7%.

O IPCA-15 segue a mesma metodologia do IPCA, apurando a variação de preços para famílias com renda até 40 salários mínimos em 11 regiões metropolitanas do país. A diferença entre eles está no período de coleta, já que o IPCA mede o mês calendário, enquanto o outro apurou a variação dos preços entre 13 de agosto a 13 de setembro.