Inter vence e permanece na liderança

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 12 de abril de 2003 as 18:07, por: cdb

O Internacional bateu o Bahia por 2 x 0, na tarde deste sábado, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. O resultado positivo manteve o clube gaúcho na liderança da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, agora com sete pontos em três partidas (77,78% de aproveitamento).

Já o Tricolor baiano permanece amargando a lanterna da competição, com somente um ponto conquistado.

O Internacional abriu o placar logo aos 4 min do primeiro tempo. Após um cruzamento do jovem meia-atacante Daniel Carvalho, o goleiro Émerson acabou soltando a bola nos pés do zagueiro Wilson. Este, por sua vez, teve apenas o trabalho de concluir para o fundo das redes.

Os minutos seguintes foram de enormes emoções, com chances de gol desperdiçadas por ambos os lados. Nonato, aos 8 min, quase empatou para o Bahia, obrigando o experiente Clemer a realizar um verdadeiro milagre.

Aos 13 min, Diego foi até a linha de fundo e cruzou para Daniel Carvalho. Sem goleiro e já no interior da pequena área, o atleta alvirrubro fez o que parecia impossível: acertou o travessão baiano.

Na seqüência, André recebeu um lançamento de Flávio, avançou com a bola dominada e driblou o goleiro Émerson, mas perdeu o ângulo e finalizou com imperfeição.

Aos 35 min, o centroavante colorado perdeu mais uma chance incrível, acertando o travessão do Tricolor baiano. À beira do gramado, o técnico Muricy Ramalho levou as mãos à cabeça, lamentando a falta de sorte de seu time.

Enquanto isso, Clemer mostrava a todo instante uma enorme segurança, defendendo com tranqüilidade todos os chutes do adversário, arriscados quase sempre de fora da área.

No segundo tempo, o Bahia começou a atacar o Internacional com maior perigo. O panorama da partida, que então ficou favorável ao clube visitante, foi alterado somente aos 22 min. O goleiro Émerson, último homem da defesa, foi obrigado a cometer uma falta sobre Daniel Carvalho, na entrada da grande área, e acabou recebendo o cartão vermelho do árbitro paulista Luís Marcelo Cansian.

Para recompor o seu elenco, o técnico Bobô sacou o atacante Paulo Sérgio e colocou em campo o goleiro reserva Márcio.

Com um homem a mais, o Colorado voltou a dominar o confronto. A entrada de Nilmar na vaga de Daniel Carvalho surtiu efeito logo nos instantes seguintes. Aos 31 min, o jovem jogador recebeu um cruzamento de Diego e concluiu com categoria, ampliando o escore.

Praticamente no final da partida, o volante Flávio acertou uma cotovelada no volante Ramos e também foi expulso. Não havia mais tempo, porém, para uma recuperação da equipe nordestina.

O Bahia volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira, diante do Juventude, em Salvador. Um dia depois, o Internacional irá enfrentar o Fluminense, no Rio de Janeiro.

INTERNACIONAL 2 X 0 BAHIA

Internacional
Clemer; Gavilán, Wilson, Fernando Cardozo e Edu Silva; Geninho, Flávio e Cleiton Xavier (Sangaletti); Diego, Daniel Carvalho e André (Cleitão)
Técnico: Muricy Ramalho

Bahia
Emerson; Guto, Marcelo Souza, Valdomiro e Lino; Otacílio, Ramos, Jair e Preto; Nonato e Paulo Sérgio (Márcio)
Técnico: Bobô

Data:12/04/2003 (Sábado)
Local:Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro:Luís Marcelo Cansian (SP)
Auxiliares: Rogério Idealli e Sérgio Ferreira Leandro (SP)
Gols: Wilson, aos 4 minutos do primeiro tempo; e Nilmar, aos 31 min do segundo tempo (Internacional)
Cartões Amarelos Clemer (Internacional); Preto e Lino (Bahia)
Cartão Vermelho: Émerson (Bahia)