Inter encara o Coxa na luta contra o rebaixamento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 1 de novembro de 2002 as 23:32, por: cdb

Às 16h deste sábado, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, o Internacional irá enfrentar o Coritiba atravessando uma situação bastante preocupante. Com um resultado negativo, a equipe gaúcha poderá despencar até mesmo para a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O time paranaense, por sua vez, quer dar seqüência à sua recuperação na competição.

O Colorado, que atualmente ocupa a 18ª posição da tabela de classificação, soma 25 pontos em 20 partidas (41,67% de aproveitamento). O elenco comandado pelo técnico Celso Roth vem de duas derrotas seguidas: 1 x 0 para o rival Grêmio, em casa, e 3 x 2 para o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

Nos últimos sete jogos, o Inter conquistou apenas cinco pontos. Foram quatro derrotas e dois empates, contra somente uma vitória. Enquanto o ataque marcou 11 gols, a defesa foi vazada em 14 oportunidades.

“Nós, jogadores, é que somos os responsáveis por este mau momento. Portanto, nós é que teremos que alavancar a chamada volta por cima, brigando muito dentro de campo pelos resultados positivos”, comentou o volante Claiton, conhecido por sua franqueza.

O comandante alvirrubro ainda não jogou a toalha. “Estão tentando de maneira equivocada colocar na cabeça do nosso torcedor que está tudo acabado. Seguimos com chances, é importantíssimo que todos saibam disso”, disse Roth.

“Temos mais cinco compromissos pela frente, ou seja, 15 pontos a serem disputados. Tenho certeza de que estas vitórias irão nos colocar entre os clubes que estarão presentes na próxima etapa do Brasileirão”, acrescentou o treinador.

Os paranaenses também vinham de uma série de tropeços. A equipe orientada por Paulo Afonso Bonamigo chegou a ficar cinco jogos sem vencer (um empate e quatro derrotas). Na última rodada, no entanto, o 3 x 1 sobre o Cruzeiro acalmou um pouco os ânimos no estádio Couto Pereira.

“Voltamos a ter aquele equilíbrio que sempre tivemos, e com ele veio a confiança, que estava perdida nos últimos compromissos”, garantiu o treinador, em entrevista ao site Paraná Online.

O Coritiba ostenta a nona posição da tabela, com 30 pontos em 20 partidas (exatos 50% de aproveitamento). Uma vitória sobre o Inter e alguns resultados paralelos favoráveis poderão colocar o Alviverde na faixa de classificação.

“Estamos cientes de que iremos enfrentar um grande adversário, mas temos condições de buscar mais um importante resultado, mesmo longe dos nossos domínios”, declarou o zagueiro Pícolli.

Para o duelo deste final de semana, o Coxa terá três desfalques: Edinho Baiano, Reginaldo Nascimento e Roberto Brum. Por outro lado, o meia Lúcio Flávio e o atacante Da Silva poderão jogar normalmente. O jovem Marcel, que teve uma destacada participação no confronto com a Raposa mineira, está confirmado entre os titulares.

Já o Internacional não poderá contar com o volante Alexandre e com o meia Cleiton Xavier, ambos suspensos. Enquanto o primeiro foi expulso, o último foi punido com o terceiro cartão amarelo durante o jogo contra o Galo.

Desta maneira, Chris será escalado na defesa, ao lado de Luiz Alberto e Ronaldo. O atacante Mahicon Librelato irá retomar a sua vaga ao lado do centroavante Fernando Baiano, com a passagem de Fabiano Costa para o banco de reservas.

INTERNACIONAL x CORITIBA

Data: 2/11/2002 (Sábado)
Horário: 16h
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro Edilson Pereira de Carvalho (FIFA/SP)
Auxiliares: Francisco Rubens Feitosa e Adriano Augusto Lucas (SP)

Internacional:
Clemer; Luiz Alberto, Ronaldo e Chris; Luisinho Neto, Cleitão, Claiton, Fabiano Costa e Cássio; Mahicon Librelato e Fernando Baiano
Técnico: Celso Roth

Coritiba:
Fernando, Ceará, Pícolli, Juninho e Adriano; Wilians, Ataliba (Pepo), Tcheco e Lúcio Flávio; Da Silva e Marcel
Técnico: Paulo Afonso Bonamigo